Sl 143

From Biblia: Os Quatro Evangelhos e os Salmos
Jump to: navigation, search

143(142) Súplica na aflição

 

1 Salmo. De David.


Escuta, Senhor, a minha oração[1],

pela tua fidelidade, atende a minha súplica;
responde-me, pela tua justiça.

2 Não leves o teu servo a julgamento,

pois ninguém[2] é justo na tua presença.


3 O inimigo perseguiu a minha alma

e atirou a minha vida para a terra;

obrigou-me a habitar na escuridão

como os mortos de há muito tempo[3].

4 O meu espírito desfalece dentro de mim;

o meu coração está desolado no meu peito.:

5 Recordo os dias de outrora,

medito em todas as tuas ações
e penso na obra das tuas mãos.

6 Estendo para ti as minhas mãos;

como terra seca, a minha alma tem sede de ti.


7 Senhor, responde-me depressa;

o meu espírito está a definhar.

Não escondas de mim a tua face,

pois eu seria como os que descem à sepultura.

8 Deixa-me ouvir pela manhã a tua misericórdia,

porque é em ti que eu confio.

Dá-me a conhecer o caminho que hei de seguir,

porque para ti elevo a minha alma.

9 Livra-me, Senhor, dos meus inimigos;

é junto de ti que eu me refugio.:

10 Ensina-me a cumprir a tua vontade,

pois Tu és o meu Deus.

Que o teu espírito bondoso me conduza

por terrenos planos.


11 Para honra do teu nome, Senhor, dá-me a vida!

Pela tua justiça, tira a minha alma da angústia!

12 Pela tua fidelidade esmaga os meus inimigos;

leva à perdição todos os que angustiam a minha alma,
porque eu sou o teu servo.



  1. Salmo individual de súplica. Este é o último dos salmos penitenciais, assim chamados apesar de neles se tratar mais frequentemente de perigos que de pecados. Mais uma vez, as queixas sobre as quais está fundamentada a súplica são expressas de uma forma que não é muito concreta. O estado de espírito descrito é o de alguém que se sente às portas da morte. Estas fórmulas têm capacidade para representar uma grande variedade de experiências e de situações. O salmista está consciente de que o acolhimento do seu grito de socorro tem tudo a ver com o seu bom comportamento.
  2. Lit.: nenhum vivente.
  3. Lit.: como os mortos de eternidade.



Salmos

1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150