Sl 116

From Biblia: Os Quatro Evangelhos e os Salmos
Jump to: navigation, search

116(114-115) Hino de ação de graças

 

1 Foi por amor de mim[1] que o Senhor escutou[2]

a minha voz, a minha súplica.

2 Pois Ele inclinou para mim o seu ouvido

nos dias em que o invocava.

3 Envolviam-me os laços da morte,

alcançaram-me as angústias do abismo;
encontrava-me aflito e angustiado.

4 Mas invoquei o nome do Senhor:

«Por favor, Senhor, salva a minha alma!».


5 O Senhor é benevolente e justo,

o nosso Deus é compassivo.

6 O Senhor guarda os simples;

eu estava sem forças e Ele veio salvar-me.

7 Volta, ó minha alma, ao teu repouso,

porque o Senhor foi generoso para contigo.

8 Pois tu, minha alma, foste libertada da morte[3],

os meus olhos, das lágrimas e os meus pés, da queda.

9 Hei de caminhar na presença do Senhor,

na terra dos vivos[4].


10 Eu acreditei, mesmo quando dizia:

«É muito grande a minha aflição!».

11 Na minha perturbação, dizia:

«Todos os homens são mentirosos!».

12 Como hei de retribuir ao Senhor

todos os seus benefícios para comigo?

13 Erguerei o cálice da salvação

e invocarei o nome do Senhor[5].


14 Pagarei as minhas promessas ao Senhor,

e que seja diante de todo o seu povo.


15 É preciosa aos olhos do Senhor[6]

a morte dos que lhe são fiéis.

16 Por favor, Senhor! Eu sou teu servo,

sou teu servo, filho da tua serva;
Tu abriste as minhas cadeias.

17 A ti oferecerei sacrifícios de louvor,

invocando o nome do Senhor.

18 Pagarei as minhas promessas ao Senhor,

e que seja diante de todo o seu povo,

19 nos átrios da casa do Senhor,

no meio de ti, Jerusalém!
Aleluia!



  1. Este salmo individual de ação de graças encontra-se bem enquadrado no ambiente litúrgico. Num momento de perigo, o salmista prometeu a Deus um sacrifício de ação de graças (v. 14). O momento preciso do salmo é a altura em que ele se vai apresentar na assembleia litúrgica (vv. 14.18) e ali declara o seu agradecimento, proclamando as lições de fé que são válidas para todos (vv. 5.6.15) e assumindo os propósitos pessoais para o futuro (vv. 15-19). Os LXX e tradição deles derivada dividem o salmo em dois: 1-9 e 10-19.
  2. Ou: Eu amo o Senhor, porque Ele ouviu.
  3. Esta é a tradução segundo o texto consonântico. Alternativa: Pois Tu libertaste a minha alma da morte, a qual representa a tradução segundo a vocalização massorética do texto. Outra alternativa ainda seria: Pois Ele libertou a minha alma da morte. Esta tradução segue traduções antigas e é assumida pela NVg, mas não tem suporte textual consonântico nem vocálico.
  4. Lit.: nas terras dos vivos.
  5. Esta elevação do cálice tem a ver com uma cerimónia que consiste numa libação de vinho que é derramado sobre o altar, para agradecimento, em virtude da salvação que foi alcançada. Em 1 Cor 10,16 é referido um cálice de agradecimento bebido em comunidade de oração.
  6. A expressão hebraica de que é preciosa aos olhos do Senhor pode também ser interpretada como: é dolorosa aos olhos do Senhor.



Salmos

1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150