Sl 103

From Biblia: Os Quatro Evangelhos e os Salmos
Jump to: navigation, search

103(102) Hino à misericórdia de Deus

 

1 De David.


Bendiz, ó minha alma, o Senhor[1],

e todo o meu íntimo bendiga o seu santo nome.

2 Bendiz, ó minha alma, o Senhor,

e não esqueças nenhum dos seus benefícios.

3 É Ele quem perdoa as tuas culpas,

quem cura todas as tuas enfermidades.

4 É Ele quem resgata do túmulo a tua vida

e te coroa de misericórdia e ternura.

5 É Ele quem sacia de bens a tua existência[2]

e renova como a águia a tua juventude.


6 O Senhor garante justiça

e direito para todos os oprimidos.

7 Deu a conhecer os seus caminhos a Moisés

e os seus prodígios aos filhos de Israel[3].

8 O Senhor é bondoso e compassivo,

paciente e cheio de misericórdia[4].

9 Não está continuamente a repreender,

nem a sua ira dura para sempre.

10 Não nos tratou conforme os nossos pecados,

nem nos pagou de acordo com as nossas culpas.

11 Pois tal como o céu está bem alto acima da terra,

assim é forte a sua misericórdia para os que o temem.

12 Como o Oriente está afastado do Ocidente,

assim Ele afasta de nós os nossos pecados.

13 Como um pai se compadece dos filhos,

assim o Senhor se compadece dos que o temem.

14 Pois Ele conhece a nossa inclinação,

lembrando-se de que somos pó[5].


15 Para um ser humano, os seus dias são como a erva[6];

como a flor do campo, também ele floresce.

16 Quando o vento lhe passa por cima, desaparece,

e já nem se reconhece o seu lugar.


17 Mas a misericórdia do Senhor é de sempre e para sempre

para aqueles que o temem;
e a sua justiça é também para os filhos dos seus filhos.

18 Ela é para os que guardam a sua aliança

e se lembram de cumprir os seus preceitos.

19 O Senhor estabeleceu nos céus o seu trono,

e a sua realeza domina tudo o que existe.


20 Bendizei o Senhor, vós, os seus anjos[7],

poderosos mensageiros que executais as suas ordens,
sempre atentos à sua palavra.

21 Bendizei o Senhor, todos os seus exércitos,

servidores e executores da sua vontade.

22 Bendizei o Senhor, todas as suas obras,

em todos os lugares do seu domínio.
Bendiz, ó minha alma, o Senhor!



  1. Este salmo apresenta as caraterísticas de um hino em honra de Deus, marcado por um estilo muito pessoal e íntimo que se exprime numa espécie de meditação em diálogo com a própria alma. O texto que agora conhecemos pode ter tido a sua origem num hino de ação de graças individual. Os motivos do louvor dirigido a Deus consistem no seu amor eterno, compassivo e misericordioso. Poderia dizer-se que temos aqui um verdadeiro Te Deum do AT. Neste sentido, o final do salmo estende o convite para um hino universal que deverá ser entoado pelos anjos, pelos astros do céu e por todas as obras de Deus.
  2. A tradução dos LXX entendeu a tua existência como os teus desejos. A palavra hebraica, no entanto, parece ter algo a ver com o advérbio ‘od, o qual se refere à duração, neste caso, da vida, como acontece no Sl 104,33.
  3. Cf. Ex 33,13.
  4. Estes são os atributos de Javé declarados a Moisés (Ex 34,6s), que os salmos desenvolvem sublinhando a misericórdia e a bondade (cf. Sl 17,18 com Ex 20,6).
  5. Esta palavra sugere variados matizes: o pó de que Deus formou o homem (Gn 2,7), as intenções próprias dos humanos (Is 26,3; 1Cr 29,18), os homens maus (Gn 6,5; 8,21; Dt 31,21) e ainda as más inclinações, sugeridas pelo termo yṣr no primeiro hemistíquio (Sir 15,14; cf. 21,11).
  6. A ideia da brevidade e fragilidade da existência humana (Sl 90,5s; Jb 14,2; Is 40,6-8; 51,12) é sublinhada em contraste com a consistência das obras divinas, expressa nos vv. 17-19.
  7. Nas culturas religiosas de Canaã, os deuses tinham ao seu serviço para efeitos de comunicação e mediação figuras quase-divinas a quem encarregavam de missões específicas. Estas conceções continuam a aparecer na linguagem bíblica e acabam por coincidir em muitos sentidos com aquilo que posteriormente se integra no conceito bíblico e teológico de anjos. Alguns matizes posteriores da ideia de anjos, no entanto, não se encontram ainda explícitos nos textos bíblicos mais antigos (cf. Sl 148,2; Lc 2,13; 2Pd 2,11; Ap 5,11).



Salmos

1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150