Mt 16

From Biblia: Os Quatro Evangelhos e os Salmos
Jump to: navigation, search

Jesus e o sinal de Jonas (Mc 8,11-13) – 1Vieram ter com Ele os fariseus e saduceus para o tentar e pediram-lhe que lhes mostrasse um sinal do céu. 2Ele, em resposta, disse-lhes: «Ao cair da tarde dizeis: "Vai estar bom tempo, porque o céu está avermelhado". 3E de manhã cedo: "Hoje vai haver temporal, porque o céu está vermelho escuro". Sabeis distinguir o aspeto do céu, mas não sois capazes de distinguir os sinais dos tempos? 4Geração má e adúltera que procura um sinal; mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal de Jonas»[1]. Ele, deixando-os, foi-se embora.


Fermento dos fariseus e saduceus. Incompreensão dos discípulos (Mc 8,14-21) – 5Quando os discípulos foram para a outra margem, esqueceram-se de levar pão. 6Jesus disse-lhes: «Vede bem e tende cuidado com o fermento[2] dos fariseus e saduceus!». 7Mas eles discutiam entre si, dizendo: "Não trouxemos pão!". 8Sabendo-o, Jesus disse: "Porque discutis entre vós, homens de pouca fé, por não terdes pão? 9Ainda não compreendeis? Não vos lembrais dos cinco pães para os cinco mil e de quantas cestas recolhestes? 10Nem dos sete pães para os quatro mil e de quantos cestos recolhestes? 11Como não compreendeis que não era de pães que vos falava? Tende cuidado com o fermento dos fariseus e saduceus!" 12Entenderam, então, que não lhes dizia para terem cuidado com o fermento do pão, mas com o ensinamento dos fariseus e saduceus.


Confissão messiânica de Pedro (Mc 8,27-30; Lc 9,18-21) – 13Ao ir Jesus para a região de Cesareia de Filipe[3], perguntava aos seus discípulos, dizendo: «Quem dizem os homens que é o Filho do Homem?». 14Eles disseram: «Uns, João Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas». 15Disse-lhes: «Vós, porém, quem dizeis que Eu sou?». 16Respondendo, Simão Pedro disse: «Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo»[4]. 17Então, em resposta, Jesus disse-lhe: «És feliz, Simão, filho de Jonas[5], porque não foi nem a carne nem o sangue[6] que te o revelou, mas o meu Pai que está nos céus. 18E também Eu te digo: tu és Pedro[7], e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja[8], e as portas do inferno[9] não prevalecerão contra ela. 19Dar-te-ei as chaves do reino dos céus: o que ligares na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus[10]». 20Admoestou então os discípulos para que não dissessem a ninguém que Ele era o Cristo.


Primeiro anúncio da paixão e ressurreição, e reação de Pedro (Mc 8,31-33; Lc 9,22) – 21Desde então Jesus começou a mostrar aos seus discípulos que era necessário Ele partir para Jerusalém, sofrer muito da parte dos anciãos, dos chefes dos sacerdotes e dos doutores da lei, ser morto e ao terceiro dia ressuscitar[11]. 22Então Pedro, tomando-o à parte, começou a repreendê-lo severamente, dizendo: «Longe de ti tal coisa, Senhor! Isso nunca te acontecerá!». 23Mas Ele, voltando-se, disse a Pedro: «Vai para trás de mim, Satanás! És para mim motivo de escândalo, porque não tens em mente as coisas de Deus, mas as dos homens».


Condições para seguir Jesus (Mc 8,34-9,1; Lc 9,23-27) – 24Jesus disse, então, aos seus discípulos: «Se alguém quer vir atrás de mim, renegue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. 25Pois aquele que quiser salvar a sua vida há de perdê-la, mas aquele que perder a sua vida por causa de mim há de encontrá-la. 26Pois que aproveitará ao homem, se ganhar o mundo inteiro, mas arruinar a sua vida? Ou o que dará um homem em troca da sua vida? 27De facto, o Filho do Homem está prestes a vir na glória do seu Pai com os seus anjos, e então recompensará cada um segundo as suas ações. 28Amen vos digo: alguns dos que aqui estão não provarão a morte, até que vejam chegar o Filho do Homem no seu reino.



  1. O exemplo de Jonas, nas suas duas dimensões figurativas (pregação aos pagãos, e entrada e saída do seio da baleia), serve de paradigma para o sinal presente e futuro da vida de Jesus.
  2. Mt é o único a comparar o legalismo e a hipocrisia dos fariseus a um fermento que pode contaminar os discípulos, um perigo presente em cenas que se seguem.
  3. Cesareia de Filipe era uma povoação construída perto da nascente do Jordão por Herodes Filipe, em honra de César Augusto, no ano 2 a.C.. Hoje chama-se Bânias (cf. Mc 8,27) e situa-se na zona mais a norte da terra de Canaã. Os filhos de Herodes, tal como o pai, para agradar a Roma, deram o nome do César a cidades que construíram.
  4. Diferente dos paralelos de Mc (8,29) e Lc (9,20), que apenas afirmam a messianidade de Jesus, Mt afirma também a fé na filiação divina (já conhecida dos leitores desde 1,18-25; 3,17; 11,27 e 14,23), razão da resposta de Jesus a Pedro.
  5. Lit.: Bariōnâ, assim transliterado para grego e que significa filho de Jonas (nome do pai).
  6. O binómio carne e sangue é um semitismo para indicar a natureza humana. A pessoa de Pedro, sem a revelação, nunca poderia confessar a filiação divina de Jesus.
  7. Mudar o nome da pessoa indica, a partir da filologia, a nova missão dessa pessoa. Simão é, agora, Kēypha' (pedra em aramaico), traduzido em grego por Pétros (pedra / Pedro: cf. Is 28,14-22; 51,1s; 1QH 3,13-18; 6,25-27). Apenas Jo 1,42 estabelece explicitamente esta ligação. Todavia, ela está subjacente nas referências que Paulo faz de Pedro quando sintomaticamente o apresenta como Cefas no encontro em Jerusalém em Gl 1,18, no incidente de Antioquia em Gl 2,11-14, e no querigma (pregação na Igreja primitiva) de 1Cor 15,5.
  8. Só em Mt Jesus usa a palavra Igreja, e por duas vezes, aqui e em 18,17.
  9. Lit.: Hades, o inferno da mitologia grega.
  10. Ligar e desligar significava, na linguagem rabínica, proibir e permitir em relação à interpretação e aplicação da Lei, nos campos doutrinal e disciplinar. Este poder é transmitido por Jesus a Pedro (e aos outros discípulos em 18,19) no que toca à interpretação e ensino da vontade de Deus por Ele revelada.
  11. Trata-se de um passivo teológico (uma ação de Deus).



Capítulos

Mt 1 Mt 2 Mt 3 Mt 4 Mt 5 Mt 6 Mt 7 Mt 8 Mt 9 Mt 10 Mt 11 Mt 12 Mt 13 Mt 14 Mt 15 Mt 16 Mt 17 Mt 18 Mt 19 Mt 20 Mt 21 Mt 22 Mt 23 Mt 24 Mt 25 Mt 26 Mt 27 Mt 28