Difference between revisions of "Sl 88"

From Biblia: Os Quatro Evangelhos e os Salmos
Jump to: navigation, search
(Created page with " ---- <references/> == Salmos == 1   2   3   4   5   6   7   [...")
 
 
Line 1: Line 1:
 +
=== <span style="color:red">88(87)&nbsp;'''Oração no meio do sofrimento'''</span>===
 +
&nbsp;
  
 +
<span style="color:red"><sup>1</sup></span>&nbsp;''Cântico. Salmo dos filhos de Coré. Ao diretor. Em coro. Poema. ''
  
 +
''De Heman, o ezraíta''<ref name="ftn519">Sobre Heman, o ezraita, pode ver-se Sl 89,1; 1Rs 5,11; 1Cr 6,18. Ezraíta significa ''nativo, autóctone''.</ref>.
  
  
 +
<span style="color:red"><sup>2</sup></span>&nbsp;Ó Senhor, meu Deus e salvador<ref name="ftn520">Este salmo individual de súplica descreve de uma forma ampla, pormenorizada e intensa as queixas que sustentam o seu pedido. São males que o apoquentam desde muito jovem e que o deixam às portas da morte. Pela modalidade quase biográfica que mostra do sofrimento e da sua interferência na vida espiritual do orante, este salmo bem como o salmo 39 apresentam fortes analogias com o caso de Job. O título do salmo parece ter sofrido alguma duplicação.</ref>,
  
 +
:na tua presença, eu clamo dia e noite.
  
 +
<span style="color:red"><sup>3</sup></span>&nbsp;Chegue diante de ti a minha oração,
  
 +
:inclina o teu ouvido para o meu clamor.
 +
 +
 +
<span style="color:red"><sup>4</sup></span>&nbsp;A minha alma está saturada de amarguras,
 +
 +
:os meus dias chegaram ao abismo da morte<ref name="ftn521">Este abismo da morte traduz o termo Cheol, espaço imaginário onde se localiza a referência aos mortos. Cf. v. 6; Sl 6,6; 9,18; 86,13; Nm 15,33; Am 9,1-4.</ref>.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>5</sup></span>&nbsp;Estou contado entre os que descem à sepultura<ref name="ftn522">Os vv. 5-7 e 11-13 exprimem bem o que os hebreus sentem relativamente às condições dos humanos no mundo do Cheol.</ref><nowiki>;</nowiki>
 +
 +
:sou como um guerreiro já sem forças.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>6</sup></span>&nbsp;Estou largado entre os mortos,
 +
 +
:como os defuntos que jazem no sepulcro.
 +
 +
Desses já não te lembras mais,
 +
 +
:pois foram separados da tua mão<ref name="ftn523">Por este v. se pode avaliar qual a sensação com que a cultura dos semitas, de que os hebreus fazem parte, olhava para a condição dos mortos e o tipo de vida desvalorizada que lhes restava no Cheol. Ali, estavam longe de Deus.</ref>.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>7</sup></span>&nbsp;Lançaste-me nas profundezas da cova,
 +
 +
:nas trevas, nos abismos.:
 +
 +
<span style="color:red"><sup>8</sup></span>&nbsp;Pesa sobre mim a tua indignação,
 +
 +
:e com todas as tuas ondas me oprimes. ''Pausa''
 +
 +
<span style="color:red"><sup>9</sup></span>&nbsp;Afastaste de mim os meus conhecidos,
 +
 +
:tornaste-me abominável para eles;
 +
 +
:estou como um preso, sem poder sair.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>10</sup></span>&nbsp;A minha vista apagou-se de tanto sofrer.
 +
 +
:Todos os dias clamo por ti, Senhor,
 +
 +
:e estendo para ti as minhas mãos.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>11</sup></span>&nbsp;Será que fazes prodígios para os mortos?
 +
 +
:Irão os defuntos levantar-se para te louvar?
 +
 +
<span style="color:red"><sup>12</sup></span>&nbsp;Porventura se conta a tua misericórdia no sepulcro,
 +
 +
:ou a tua fidelidade no lugar da perdição<ref name="ftn524">Último traço da descrição do mundo dos mortos, este termo de perdição (’''abaddon'') não significa a ideia de ''condenação'', mas tem o sentido de ''ruína'', ''destruição'' e quase ''aniquilamento''. Cf. Jb 26,5; 28,22; Pr 15,11.</ref>?
 +
 +
<span style="color:red"><sup>13</sup></span>&nbsp;Serão as tuas maravilhas conhecidas na escuridão,
 +
 +
:ou a tua justiça na terra do esquecimento?
 +
 +
 +
<span style="color:red"><sup>14</sup></span>&nbsp;Por isso, venho a ti, Senhor, e clamo por socorro;
 +
 +
:e, pela manhã, a minha oração se apresenta diante de ti.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>15</sup></span>&nbsp;Porque rejeitas a minha alma, ó Senhor,
 +
 +
:e escondes de mim o teu rosto?
 +
 +
<span style="color:red"><sup>16</sup></span>&nbsp;Infeliz de mim, que agonizo desde a juventude;
 +
 +
:de tanto suportar os teus temores, estou esgotado.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>17</sup></span>&nbsp;Sobre mim passaram as tuas indignações,
 +
 +
:os teus terrores me aniquilaram.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>18</sup></span>&nbsp;Como vagas, rodeiam-me todo o dia;
 +
 +
:e todos juntos caem sobre mim.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>19</sup></span>&nbsp;Afastaste de mim amigos e companheiros;
 +
 +
:os meus conhecidos são as trevas.:
  
  

Latest revision as of 09:42, 18 December 2019

88(87) Oração no meio do sofrimento

 

1 Cântico. Salmo dos filhos de Coré. Ao diretor. Em coro. Poema.

De Heman, o ezraíta[1].


2 Ó Senhor, meu Deus e salvador[2],

na tua presença, eu clamo dia e noite.

3 Chegue diante de ti a minha oração,

inclina o teu ouvido para o meu clamor.


4 A minha alma está saturada de amarguras,

os meus dias chegaram ao abismo da morte[3].

5 Estou contado entre os que descem à sepultura[4];

sou como um guerreiro já sem forças.

6 Estou largado entre os mortos,

como os defuntos que jazem no sepulcro.

Desses já não te lembras mais,

pois foram separados da tua mão[5].

7 Lançaste-me nas profundezas da cova,

nas trevas, nos abismos.:

8 Pesa sobre mim a tua indignação,

e com todas as tuas ondas me oprimes. Pausa

9 Afastaste de mim os meus conhecidos,

tornaste-me abominável para eles;
estou como um preso, sem poder sair.

10 A minha vista apagou-se de tanto sofrer.

Todos os dias clamo por ti, Senhor,
e estendo para ti as minhas mãos.

11 Será que fazes prodígios para os mortos?

Irão os defuntos levantar-se para te louvar?

12 Porventura se conta a tua misericórdia no sepulcro,

ou a tua fidelidade no lugar da perdição[6]?

13 Serão as tuas maravilhas conhecidas na escuridão,

ou a tua justiça na terra do esquecimento?


14 Por isso, venho a ti, Senhor, e clamo por socorro;

e, pela manhã, a minha oração se apresenta diante de ti.

15 Porque rejeitas a minha alma, ó Senhor,

e escondes de mim o teu rosto?

16 Infeliz de mim, que agonizo desde a juventude;

de tanto suportar os teus temores, estou esgotado.

17 Sobre mim passaram as tuas indignações,

os teus terrores me aniquilaram.

18 Como vagas, rodeiam-me todo o dia;

e todos juntos caem sobre mim.

19 Afastaste de mim amigos e companheiros;

os meus conhecidos são as trevas.:



  1. Sobre Heman, o ezraita, pode ver-se Sl 89,1; 1Rs 5,11; 1Cr 6,18. Ezraíta significa nativo, autóctone.
  2. Este salmo individual de súplica descreve de uma forma ampla, pormenorizada e intensa as queixas que sustentam o seu pedido. São males que o apoquentam desde muito jovem e que o deixam às portas da morte. Pela modalidade quase biográfica que mostra do sofrimento e da sua interferência na vida espiritual do orante, este salmo bem como o salmo 39 apresentam fortes analogias com o caso de Job. O título do salmo parece ter sofrido alguma duplicação.
  3. Este abismo da morte traduz o termo Cheol, espaço imaginário onde se localiza a referência aos mortos. Cf. v. 6; Sl 6,6; 9,18; 86,13; Nm 15,33; Am 9,1-4.
  4. Os vv. 5-7 e 11-13 exprimem bem o que os hebreus sentem relativamente às condições dos humanos no mundo do Cheol.
  5. Por este v. se pode avaliar qual a sensação com que a cultura dos semitas, de que os hebreus fazem parte, olhava para a condição dos mortos e o tipo de vida desvalorizada que lhes restava no Cheol. Ali, estavam longe de Deus.
  6. Último traço da descrição do mundo dos mortos, este termo de perdição (’abaddon) não significa a ideia de condenação, mas tem o sentido de ruína, destruição e quase aniquilamento. Cf. Jb 26,5; 28,22; Pr 15,11.



Salmos

1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150