Difference between revisions of "Sl 58"

From Biblia: Os Quatro Evangelhos e os Salmos
Jump to: navigation, search
(Created page with " ---- <references/> == Salmos == 1   2   3   4   5   6   7   [...")
 
 
Line 1: Line 1:
 +
=== <span style="color:red">58(57)&nbsp;'''Contra os maus juízes'''</span>===
 +
&nbsp;
  
 +
<span style="color:red"><sup>1</sup></span>&nbsp;''Ao diretor. Pela melodia ''«''não destruas''»''. Elegia de David''.
  
  
 +
<span style="color:red"><sup>2</sup></span>&nbsp;Será que decidis com justiça, ó poderosos<ref name="ftn312">Este salmo tem caraterísticas de um salmo coletivo de súplica. Todo o povo expõe as suas queixas relativas ao mau estado da justiça no país. Pode, no entanto, ter igualmente sentido visto como lamentação individual, por injustiças recebidas da parte das autoridades. No Sl 82 aparece de novo o tema da justiça praticada pelos seus responsáveis. Os poderosos interpelados no início de ambos os salmos são designados como ''deuses'', que é um tipo de metáfora que se encontra com alguma frequência na Bíblia (cf. Sl 45,7s e Ex 21,6; 22,7).</ref>?
  
 +
:Dais sentenças com justiça para os humanos?
  
 +
<span style="color:red"><sup>3</sup></span>&nbsp;Na verdade, é de propósito que forjais falsidades;
  
 +
:as vossas mãos espalham violência na terra.
 +
 +
 +
<span style="color:red"><sup>4</sup></span>&nbsp;Os malfeitores transviaram-se desde o seio materno;
 +
 +
:erraram desde o ventre os que dizem falsidades<ref name="ftn313">Esta maneira de projetar as maldades cometidas para o início da vida é um modo de mostrar que a prática do mal é de tal modo profunda que marca de maneira essencial a vida dos malfeitores. Este modo de exprimir o essencial com a imagem das origens aparece igualmente no Sl 51,7. Cf. a respetiva nota.</ref>.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>5</sup></span>&nbsp;Eles têm um veneno semelhante ao das víboras;
 +
 +
:tapam os ouvidos e ficam surdos como serpentes.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>6</sup></span>&nbsp;Assim não ouvem a voz dos encantadores,
 +
 +
:do mago experimentado em sortilégios.
 +
 +
 +
<span style="color:red"><sup>7</sup></span>&nbsp;Ó Deus, quebra-lhes os dentes que têm na boca!
 +
 +
:Arranca, Senhor, os queixais desses leões!
 +
 +
<span style="color:red"><sup>8</sup></span>&nbsp;Que eles desapareçam como a água que corre.
 +
 +
:Que eles murchem como erva que se calca aos pés<ref name="ftn314">Ou: ''Que, ao armarem o arco, encontrem as flechas quebradas''.</ref>.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>9</sup></span>&nbsp;Que eles passem como o rasto do caracol;
 +
 +
:como um aborto<ref name="ftn315">Lit.: ''Como aborto humano''.</ref> que não viu a luz do Sol.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>10</sup></span>&nbsp;Antes que produzam espinhos como o espinheiro,
 +
 +
:que um furacão atire com eles para longe<ref name="ftn316">O estado atual do texto hebraico torna difícil uma tradução mais segura.</ref>.
 +
 +
 +
<span style="color:red"><sup>11</sup></span>&nbsp;O justo há de alegrar-se por se ver vingado;
 +
 +
:e lavará os seus pés no sangue dos malfeitores<ref name="ftn317">Ou: ''E lavará os seus pés do sangue dos malfeitores''.</ref>.
 +
 +
<span style="color:red"><sup>12</sup></span>&nbsp;E dir-se-á: «Sim! Existe recompensa para o justo.
 +
 +
:Há realmente um Deus que faz justiça sobre a terra»<ref name="ftn318">Ou:'' Há realmente deuses que fazem justiça sobre a terra.'' Este plural poderia ser entendido no sentido metafórico usado no v. 2.</ref>.
  
  

Latest revision as of 16:48, 17 December 2019

58(57) Contra os maus juízes

 

1 Ao diretor. Pela melodia «não destruas». Elegia de David.


2 Será que decidis com justiça, ó poderosos[1]?

Dais sentenças com justiça para os humanos?

3 Na verdade, é de propósito que forjais falsidades;

as vossas mãos espalham violência na terra.


4 Os malfeitores transviaram-se desde o seio materno;

erraram desde o ventre os que dizem falsidades[2].

5 Eles têm um veneno semelhante ao das víboras;

tapam os ouvidos e ficam surdos como serpentes.

6 Assim não ouvem a voz dos encantadores,

do mago experimentado em sortilégios.


7 Ó Deus, quebra-lhes os dentes que têm na boca!

Arranca, Senhor, os queixais desses leões!

8 Que eles desapareçam como a água que corre.

Que eles murchem como erva que se calca aos pés[3].

9 Que eles passem como o rasto do caracol;

como um aborto[4] que não viu a luz do Sol.

10 Antes que produzam espinhos como o espinheiro,

que um furacão atire com eles para longe[5].


11 O justo há de alegrar-se por se ver vingado;

e lavará os seus pés no sangue dos malfeitores[6].

12 E dir-se-á: «Sim! Existe recompensa para o justo.

Há realmente um Deus que faz justiça sobre a terra»[7].



  1. Este salmo tem caraterísticas de um salmo coletivo de súplica. Todo o povo expõe as suas queixas relativas ao mau estado da justiça no país. Pode, no entanto, ter igualmente sentido visto como lamentação individual, por injustiças recebidas da parte das autoridades. No Sl 82 aparece de novo o tema da justiça praticada pelos seus responsáveis. Os poderosos interpelados no início de ambos os salmos são designados como deuses, que é um tipo de metáfora que se encontra com alguma frequência na Bíblia (cf. Sl 45,7s e Ex 21,6; 22,7).
  2. Esta maneira de projetar as maldades cometidas para o início da vida é um modo de mostrar que a prática do mal é de tal modo profunda que marca de maneira essencial a vida dos malfeitores. Este modo de exprimir o essencial com a imagem das origens aparece igualmente no Sl 51,7. Cf. a respetiva nota.
  3. Ou: Que, ao armarem o arco, encontrem as flechas quebradas.
  4. Lit.: Como aborto humano.
  5. O estado atual do texto hebraico torna difícil uma tradução mais segura.
  6. Ou: E lavará os seus pés do sangue dos malfeitores.
  7. Ou: Há realmente deuses que fazem justiça sobre a terra. Este plural poderia ser entendido no sentido metafórico usado no v. 2.



Salmos

1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150