Sl 118

From Biblia: Os Quatro Evangelhos e os Salmos
Revision as of 10:28, 18 December 2019 by Bibliacep (talk | contribs)

(diff) ← Older revision | Latest revision (diff) | Newer revision → (diff)
Jump to: navigation, search

118(117) Cântico triunfal de ação de graças

 

1 Louvai o Senhor, porque Ele é bom[1],

porque é eterna a sua misericórdia.

2 Que o diga a casa de Israel[2]:

«É eterna a sua misericórdia!».

3 Que o diga a casa de Aarão:

«É eterna a sua misericórdia!».

4 Que o digam os que temem o Senhor:

«É eterna a sua misericórdia!».


5 Do meio da angústia, clamei ao Senhor;

o Senhor respondeu, pondo-me a salvo.

6 O Senhor está comigo, nada temo.

Que mal me pode fazer o homem?

7 O Senhor está comigo para minha ajuda,

e eu hei de ver o fim dos meus inimigos.

8 É melhor refugiar-se no Senhor

do que confiar no homem.

9 É melhor refugiar-se no Senhor

do que confiar nos grandes.


10 Todos os povos me cercavam,

mas, em nome do Senhor, eu os enfrentei.

11 Voltaram de novo a cercar-me,

mas, em nome do Senhor, eu os enfrentei.

12 Cercavam-me como enxames de vespas;

a sua fúria crepitava como fogo entre os espinhos,
mas, em nome do Senhor, eu os enfrentei.

13 Empurraram-me[3] com violência para cair,

mas o Senhor socorreu-me.

14 O Senhor é a minha força e o meu cântico de júbilo;

foi Ele a minha salvação.


15 Há vozes de alegria e de vitória

nas tendas dos justos[4]:
«A direita do Senhor fez prodígios!

16 A direita do Senhor foi excelsa,

a direita do Senhor fez prodígios!».


17 Eu não hei de morrer. Vou viver

e vou contar as obras do Senhor.

18 O Senhor castigou-me com dureza,

mas não me entregou à morte.


19 Abri-me as portas da justiça[5];

quero entrar por elas e darei graças ao Senhor.

20 Esta é a porta que leva ao Senhor;

os justos entrarão por ela.

21 Eu te louvo, porque me respondeste

e foste para mim a salvação.

22 A pedra que os construtores rejeitaram

tornou-se a pedra angular[6].

23 Isto aconteceu da parte do Senhor;

é maravilhoso aos nossos olhos.

24 Este é o dia em que o Senhor atuou[7],

cantemos e alegremo-nos nele.

25 Por favor, Senhor, faz com que sejamos salvos[8]!

Senhor, faz com que prosperemos, por favor!


26 Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor[9]!

Da casa do Senhor, nós vos abençoamos.

27 O Senhor é Deus; Ele nos ilumina.

Entrançai ramagens de festa[10],
até aos ângulos do altar!


28 Tu és o meu Deus e eu te dou graças.

Tu és o meu Deus e te exaltarei.

29 Louvai o Senhor, porque Ele é bom,

porque é eterna a sua misericórdia.



  1. Este é um salmo coletivo de ação de graças e apresenta-se com uma esquematização literária que esboça um percurso ritual bastante pormenorizado. Nos vv. 1-18 o cenário situa-se fora do templo, com o desenvolvimento de uma procissão. Depois de ultrapassadas as portas da justiça (vv. 19-20), é proclamada a ação de graças (vv. 21-25), com uma explicitação bastante sintética dos motivos. Praticamente é o v. 22 o ponto central, com a declaração entusiasta de que uma pedra rejeitada foi colocada por Deus como pedra angular. Segue-se a bênção (vv. 26-27) e um solene convite final que renova o primeiro convite ao louvor com que o salmo se iniciou. O foco mantém-se, portanto, no domínio das ideias fundamentais. Há quem veja a festa de consagração das muralhas de Jerusalém em Ne 6,15; 8,13-18; 12,27-43 como um momento que condiz bem com o teor deste salmo (cf. Esd 3,4.11; Zc 14,16). Com este se termina o grupo de salmos chamados Halel iniciado com o Sl 113.
  2. O convite à intervenção de três coros (vv. 1-4) dirige-se aos israelitas e depois aos da família sacerdotal de Aarão, concluindo com os tementes a Deus.
  3. Literalmente, o hebraico poderia dar a seguinte tradução: Tu bem me empurraste, para eu cair. No entanto, desde as traduções mais antigas se tem optado por entender um sujeito indefinido com este verbo empurravam-me. Aparentemente não se conseguia definir uma identidade para o sujeito de segunda pessoa que o verbo hebraico ainda continua a insinuar. O salmista enfrenta-se em discurso direto com alguém que o empurrou. O paralelismo do v. 18 parece sugerir que se trata de um despique entre morte e salvação. E o salmista faz um relato direto da situação, tratando a morte por tu.
  4. As tendas dos justos pode ser uma metáfora de tipo geral, mas poderia também ser uma referência às tendas ou abrigos da festa das Tendas, que, segundo Ne 8,13-18, se seguiu à inauguração das muralhas de Jerusalém.
  5. Alusão a uma cerimónia de entrada no templo onde se fazia um pedido solene de que fossem abertas as portas (cf. Sl 24,7-10).
  6. Sobre a pedra angular, cf. Jr 51,26.
  7. Ou: Este é o dia que o Senhor fez. Apesar de não ter, no AT, especiais conotações messiânicas, estes dois vv. aparecem no NT com sentido messiânico e usados na definição da identidade cristológica de Jesus (Mt 21,42-44, Mc 13,10; Lc 20,17-18; At 4,11; 1Pd 2,4-7).
  8. É na fórmula hebraica deste grito de socorro («salva-nos, por favor») que tem origem a fórmula litúrgica do hossana, uma das expressões hebraicas que se mantém no vocabulário litúrgico tanto do judaísmo como do cristianismo (cf. Mt 21,9; Mc 11,9s).
  9. Ou: Bendito seja em nome do Senhor aquele que vem.
  10. A festa das Tendas, marcadamente campestre, era celebrada com desfiles em que se transportavam ramos de árvores, como ainda hoje acontece.



Salmos

1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150