Sl 101

From Biblia: Os Quatro Evangelhos e os Salmos
Revision as of 09:57, 18 December 2019 by Bibliacep (talk | contribs)

(diff) ← Older revision | Latest revision (diff) | Newer revision → (diff)
Jump to: navigation, search

101(100) O rei ideal

 

1 De David. Salmo.


Quero cantar a misericórdia e a justiça[1].

Para ti, Senhor, dirijo o meu canto.

2 Quero compreender bem o caminho da honestidade.

Quando virás ao meu encontro[2]?

Caminharei na integridade do meu coração,

no interior da minha casa.

3 Não porei diante dos meus olhos coisas indignas[3];

odeio os que praticam perversidades,
não se hão de ligar a mim.

4 O coração perverso ficará longe de mim;

não quero saber do homem mau.

5 Aquele que em segredo difama o seu próximo,

reduzi-lo-ei ao silêncio.

O que tem olhar altivo e coração ambicioso,

esse eu não suportarei[4].


6  </nowiki>Os meus olhos estão com a gente fiel da terra,

para poder habitar comigo.

Aquele que segue pelo caminho da honestidade,

esse estará ao meu serviço.

7 Dentro da minha casa não habitará

aquele que comete o engano.

Aquele que profere mentiras

não se aguentará diante dos meus olhos.

8 Cada manhã[5], reduzirei ao silêncio

todos os malfeitores da terra,

para eliminar da cidade do Senhor

todos os que praticam a iniquidade.



  1. Este salmo é por muitos considerado um salmo real, apesar de nenhuma das suas expressões estar exclusivamente ligada aos temas da realeza. O que o salmo apresenta é uma espécie de declaração de princípios destinados a guiar a conduta do rei como figura central e como modelo para o comportamento coletivo. Esta oração tinha provavelmente lugar numa cerimónia litúrgica e poderia até representar um juramento que o rei deveria fazer no dia da sua entronização. Por isto e porque o texto contém ressonâncias de definição para uma sociedade ideal, este salmo aproxima-se dos horizontes do messianismo. O ritmo litúrgico de elegia parece sugerir uma composição tardia.
  2. Os tradutores sentem alguma dificuldade em definir o enquadramento para esta pergunta. Uma alternativa seria lê-la como afirmativa e não interrogativa: Compreendo bem o caminho da honestidade, / quando Tu vens ao meu encontro.
  3. Lit.: coisas de Belial. Podem ser comportamentos não recomendáveis ou práticas religiosas ilegítimas dedicadas a deuses ou outras entidades não reconhecidas (cf. Sl 18,5; Na 2,1).
  4. A versão dos LXX traduz este texto como: Eu não comerei com ele.
  5. O tempo matinal era propício para receber os favores divinos (cf. Sl 17,15ss); era também o tempo para aplicar a justiça (Sl 46,6; 73,14; 2Sm 15,2; Jb 7,18; Is 33,2: Jr 21,12; Sf 3,5).



Salmos

1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150