Jo 17

From Biblia: Os Quatro Evangelhos e os Salmos
Jump to: navigation, search

Oração conclusiva de Jesus pelos discípulos[1] 1Tendo Jesus dito estas coisas, levantando os olhos[2] para o céu, disse: «Pai, chegou a hora! Glorifica o teu Filho, para que o Filho te glorifique, 2visto que lhe deste poder sobre toda a carne[3], para que dê vida eterna a todos os que lhe deste[4]. 3E a vida eterna é esta: que te conheçam, o único Deus verdadeiro, e aquele que enviaste, Jesus Cristo. 4Eu glorifiquei-te sobre a terra, consumando a obra que me deste para realizar[5]. 5Agora glorifica-me Tu, Pai, junto de ti mesmo, com a glória que tinha junto de ti, antes de o mundo existir[6].

6Manifestei o teu nome[7] aos homens que, do mundo, me deste. Eram teus e Tu mos deste e eles guardaram a tua palavra. 7Agora sabem que tudo quanto me deste vem de ti[8], 8porque as palavras que me deste, a eles as dei. E eles receberam-nas, souberam verdadeiramente que saí de ti e acreditaram que Tu me enviaste.

9Eu peço por eles; não peço pelo mundo[9], mas por aqueles que me deste, porque são teus. 10Tudo o que é meu é teu, e o que é teu é meu; e neles sou glorificado. 11Já não estou no mundo, mas eles estão no mundo, e Eu vou para ti. Pai santo, guarda-os no teu nome – aquele que me deste[10] – para que sejam um só[11], tal como Nós. 12Quando estava com eles, Eu guardava-os no teu nome – aquele que me deste –; protegi-os e nenhum deles se perdeu – a não ser o filho da perdição – para que se cumprisse a Escritura[12]. 13Mas agora vou para ti e digo estas coisas no mundo, para que tenham em si mesmos a plenitude da minha alegria[13]. 14Eu dei-lhes a tua palavra e o mundo odiou-os, porque não são do mundo, tal como Eu não sou do mundo. 15Não peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno[14]. 16Não são do mundo, tal como Eu não sou do mundo. 17Consagra-os na verdade[15]; a tua palavra é verdade. 18Tal como me enviaste ao mundo, também Eu os enviei ao mundo; 19por eles, Eu me consagro a mim mesmo, para que também eles sejam consagrados na verdade.

20Não peço apenas por estes, mas também por aqueles que acreditam em mim, por meio da sua palavra: 21para que todos sejam um só[16]; tal como Tu, Pai, estás em mim e Eu em ti, que também eles estejam em Nós, para que o mundo acredite que Tu me enviaste. 22Eu dei-lhes a glória que Tu me deste, para que sejam um só, tal como Nós somos um só. 23Eu estou neles e Tu em mim, para que sejam consumados num só, para que o mundo saiba que Tu me enviaste e os amaste, tal como me amaste a mim.

24Pai, aqueles que me deste, quero que, onde Eu estou, também eles comigo estejam, para que contemplem a minha glória, a que Tu me deste porque me amaste antes da fundação do mundo.

25Pai justo, o mundo não te conheceu, mas Eu conheci-te e estes reconheceram[17] que Tu me enviaste. 26Dei-lhes a conhecer o teu nome e dá-lo-ei a conhecer, para que o amor com que me amaste esteja neles, e também Eu neles esteja.



  1. Jesus transforma em oração tudo o que antes afirmou, pedindo ao Pai pelos atuais e futuros discípulos.
  2. Lit.: os seus olhos.
  3. Semitismo com o sentido de cada ser humano.
  4. Lit.: para que tudo o que lhe deste lhes dê vida eterna. Cf. 10,10.
  5. Cf. 19,28.30.
  6. Reafirmação da pré-existência de Jesus (cf. 1,1ss).
  7. Sobre nome (também nos vv. 11.12.26), cf. 1,12 nota.
  8. Lit.: está junto de ti.
  9. Mundo no sentido negativo, como âmbito onde reina o Príncipe deste mundo (cf. 15,18; 1,7 nota); os discípulos já estão sob o senhorio de um outro rei: Jesus.
  10. Alguns mss. apresentam aqueles que me deste (cf. v. 12).
  11. Um só traduz, aqui e nos vv. 21.22.23, o numeral grego no neutro: uma só coisa.
  12. Não é a traição de Judas que cumpre a Escritura, mas o facto de nenhum se perder. Filho da perdição é um semitismo, para dizer que Judas se excluiu da salvação, entregando-se ao Mal.
  13. Lit.: a minha alegria plenificada.
  14. Cf. Mt 6,13.
  15. Ou santifica-os na verdade; o significado do verbo hagiázō é retirar, no sentido de pôr de parte para uma dedicação exclusiva a Deus. A preposição grega en tem provavelmente sentido instrumental: consagra-os/santifica-os com a verdade.
  16. Cf. v. 21 nota.
  17. Lit.: conheceram.




Capítulos

Jo 1 Jo 2 Jo 3 Jo 4 Jo 5 Jo 6 Jo 7 Jo 8 Jo 9 Jo 10 Jo 11 Jo 12 Jo 13 Jo 14 Jo 15 Jo 16 Jo 17 Jo 18 Jo 19 Jo 20 Jo 21