Jo 15

From Biblia: Os Quatro Evangelhos e os Salmos
Jump to: navigation, search

Jesus, a verdadeira videira – 1«Eu sou a verdadeira videira, e o meu Pai é o agricultor[1]. 2Todo o ramo que em mim não dá fruto Ele corta-o, e limpa[2] todo o que dá fruto para que dê mais fruto. 3Vós já estais limpos, por causa da palavra que vos disse. 4Permanecei em mim e Eu em vós[3]. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim. 5Eu sou a videira, vós os ramos. O que permanece em mim e Eu nele, este dá muito fruto, porque sem mim nada podeis fazer. 6Se alguém não permanecer em mim, é lançado fora, como o ramo, e seca; então recolhem-nos, lançam-nos ao fogo e são queimados. 7Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes e acontecer-vos-á. 8Nisto é o meu Pai glorificado: que deis muito fruto e[4] vos torneis meus discípulos.

9Assim como o Pai me amou, também Eu vos amei. Permanecei no meu amor. 10Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, tal como Eu guardo os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor.

11Disse-vos estas coisas para que a minha alegria esteja em vós, e a vossa alegria seja completa».


O mandamento do amor – 12«É este o meu mandamento: que vos ameis uns aos outros como Eu vos amei[5]. 13Ninguém tem maior amor do que este: que alguém dê a sua vida pelos seus amigos. 14Vós sois meus amigos, se fizerdes o que Eu vos mando. 15Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi do meu Pai. 16Não fostes vós que me escolhestes, mas fui Eu que vos escolhi e vos designei, para que vades e deis fruto e o vosso fruto permaneça; para que aquilo que pedirdes ao Pai no meu nome, Ele vos dê. 17Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros».


Primeiro anúncio da perseguição aos discípulos – 18«Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro que a vós, me odiou a mim. 19Se fôsseis do mundo, o mundo seria amigo do que é seu; mas, porque não sois do mundo – pelo contrário, Eu vos escolhi do mundo[6] –, por isso o mundo vos odeia. 20Recordai a palavra que Eu vos disse: "Um servo não é maior que o seu senhor". Se me perseguiram a mim, também vos perseguirão; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. 21Mas tudo isto vos farão por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou. 22Se Eu não tivesse vindo e não lhes tivesse falado, não teriam pecado algum; agora, porém, não têm desculpa para o seu pecado. 23Quem me odeia, odeia também o meu Pai. 24Se Eu não tivesse realizado, entre eles, as obras que nenhum outro realizou, não teriam pecado algum; agora, porém, viram e odiaram quer a mim, quer ao meu Pai. 25Mas foi para que se cumprisse a palavra que está escrita na Lei deles: Odiaram-me sem motivo»[7].


Segundo anúncio da vinda do Espírito Santo – 26«Quando vier o Paráclito, que Eu vos enviarei de junto do Pai, o Espírito da verdade que procede do Pai, Ele dará testemunho acerca de mim; 27dai também vós testemunho, porque estais comigo desde o princípio»[8].



  1. A imagem da videira (tal como a da vinha) é atribuída pelo AT a Israel (Is 5,1ss; Jr 2,21; Ez 15,2ss; 19,10ss; Sl 80,9-16). Jesus proclama-se a genuína videira para falar da íntima unidade com os discípulos, garantida pelo Pai.
  2. O grego kathaírō (limpar) tem um duplo sentido, aqui presente, de podar ou tornar puro (o mesmo acontece no v. seguinte com o adjetivo katharós).
  3. O grego ménō (permanecer) significa também habitar e exprime a íntima união de Jesus com o Pai e com o Espírito Santo; o seu uso para falar da relação de Jesus com os discípulos significa que esta bebe daquela (vv. 10s).
  4. O grego kaí (e) tem aqui um sentido explicativo: que deis muito fruto, isto é, que vos torneis meus discípulos. Dar fruto é condição imprescindível para se tornar discípulo.
  5. Cf. 13,34 nota.
  6. Escolher do mundo no sentido de retirar do todo e pôr de parte; significa subtrair os discípulos ao espírito do mundo e dos seus critérios de vida.
  7. Sl 35,19; 69,5.
  8. Ou e também vós dais testemunho. A tradução tem em conta os dois critérios imprescindíveis para dar o testemunho original sobre Jesus: ter recebido o Espírito, que conduzirá à verdade plena do que o Senhor disse e fez (14,26; 16,13), e ter estado com Ele desde o princípio (cf. 1Jo 1,1; Lc 24,48-49 e, sobretudo, a escolha de Matias em At 1,21-22).




Capítulos

Jo 1 Jo 2 Jo 3 Jo 4 Jo 5 Jo 6 Jo 7 Jo 8 Jo 9 Jo 10 Jo 11 Jo 12 Jo 13 Jo 14 Jo 15 Jo 16 Jo 17 Jo 18 Jo 19 Jo 20 Jo 21